Weby shortcut

Notícias

Opções Avançadas   Busca exata   Todas as palavras   Qualquer uma das palavras
Dia do Arquivista 20 de outubro
20 DE OUTUBRO - DIA DO ARQUIVISTA
Em 19/10/2017 às 16:52

Arquivista: regulamentação, formação e profissão no Brasil

 

A profissão de arquivista é regulada pela Lei nº 6.546, de 04 de julho de 1978, que define como atribuições deste profissional:

 

  1. planejamento, organização e direção de serviços de Arquivo;

 

  1. planejamento, orientação e acompanhamento do processo documental e informativo;

 

  1. planejamento, orientação e direção das atividades de identificação das espécies documentais e participação no planejamento de novos documentos e controle de multicópias;

 

  1. planejamento, organização e direção de serviços ou centro de documentação e informação constituídos de acervos arquivísticos e mistos;

 

  1. planejamento, organização e direção de serviços de microfilmagem aplicada aos arquivos;

 

  1. orientação do planejamento da automação aplicada aos arquivos;

 

  1. orientação quanto à classificação, arranjo e descrição de documentos;

 

  1. orientação da avaliação e seleção de documentos, para fins de preservação;

 

  1. promoção de medidas necessárias à conservação de documentos;

 

  1. elaboração de pareceres e trabalhos de complexidade sobre assuntos arquivísticos;

 

  1. assessoramento aos trabalhos de pesquisa científica ou técnico-administrativa;

 

  1. desenvolvimento de estudos sobre documentos culturalmente importantes.

 

Conforme Paes (2004, p. 43 apud LIMA e PEDRAZZI, 2015, P. 28):

 

no Brasil, o desenvolvimento da Arquivologia ocorreu principalmente a partir da década de 1970; antes disso, “a formação profissional dos arquivistas vinha sendo feita através de cursos especiais, ministrados pelo Arquivo Nacional, pela Fundação Getúlio Vargas e por outras instituições”

 

Conforme a página do Conselho Nacional de Arquivos, hoje, no Brasil, existem 16 cursos de graduação em arquivologia, distribuídos nas seguintes instituições de ensino:

  1. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  2. Universidade Federal Fluminense (UFF)
  3. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)
  4. Universidade de Brasília (UNB)
  5. Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  6. Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  7. Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  8. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  9. Universidade Estadual Paulista (UNESP/MARÍLIA)
  10. Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)
  11. Universidade Federal do Rio Grande (FURG)
  12. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  13. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  14. Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
  15. Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  16. Universidade Federal do Pará (UFPA)

Sobre os cursos de Arquivologia oferecidos no Brasil, procedem no seguinte link: Conarq Arquivo Nacional, cursos de Arquivologia no Brasil

 

Bellotto (2004 apud LIMA E PEDRAZZI, 2015, p.33), destaca as seguintes qualidades esperadas do profissinal arquivista:

 

  1. capacidade de análise e síntese, juntamente com uma aptidão particular para esclarecer situações complexas e ir ao essencial;

 

  1. habilidade de formular claramente suas ideias, tanto na forma escrita quanto verbal;

 

  1. capacidade de julgamento seguro;

 

  1. aptidão para tomar decisões sobre questões ligadas à memória da sociedade;

 

  1. abertura às novas tecnologias da informação;

 

  1. bom senso para tomar resoluções;

 

  1. adaptação à realidade e às condições de seu tempo e lugar;

 

  1. Capacidade para intervir em toda cadeia do tratamento documental, qualquer que seja o suporte


“Em um mundo que produz e consome cada vez mais informação, é fundamental contar com um profissional que saiba selecionar, organizar e preservar o que é essencial e útil, trazendo maior eficiência para a administração e garantindo à sociedade o acesso à informação e à memória” (Associação dos Arquivistas do Estado do Rio de Janeiro - AAERJ)


Maiores informações e detalhes sobre a profissão de arquivista, formação, atuação, regulamentação e associativismo no Brasil, podem ser obtidas com a leitura do seguinte artigo:

Formação, atuação, regulamentação e associativismo profissional do arquivista brasileiro

 

Referência:

LIMA, E. S; PEDRAZZI, F. K. Formação, atuação, regulamentação e associativismo profissional do arquivista brasileiro. Sociais e Humanas, Santa Maria, v. 28, n. 01, jan/abr 2015, p. 27 – 45. Disponível em : <https://periodicos.ufsm.br/sociaisehumanas/article/view/11279>. Acesso em 20 de outubro de 2017.

Expos. CCUFG
EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA - UM OLHAR SOBRE O ESPAÇO DA MORTE
Em 19/10/2017 às 13:45

A exposição Um olhar sobre o espaço da morte visa apresentar obras de dois fotógrafos especialistas em resgatar a história de vida dos falecidos e colocar em evidência as representações imagéticas instaladas em cemitérios, no sentido de prestar-lhes uma homenagem póstuma. Segundo a curadora, as atitudes pictóricas dos fotógrafos Marco Diniz e Samuel Vaz nos fazem perceber a ênfase dada às fotografias em primeiro plano, à exploração dos planos diagonais, aos enquadramentos fechados, aos cortes abruptos e ao gosto pela geometrização espacial.

s: Centro Cultural UFG - Câmpus Colemar Natal e Silva, Praça Universitária

: 26 Outubro 2017 a 24 Novembro 2017

Maiores Informaçe

cesio1
''...E o Desastre Radioativo de Goiânia se Revela: Narrativas e Memórias Jornalísticas''
Em 17/10/2017 às 11:22

No dia 13 de novembro de 2017, aconteceu a abertura da exposição ''...E o Desastre Radioativo de Goiânia se Revela: Narrativas e Memórias Jornalísticas''. O evento contou com a presença do reitor da Universidade Federal de Goiás, Professor Orlando Afonso Valle do Amaral, da Diretora do Centro de Informação, Documentação e Arquivo, Heloísa Esser dos Reis e da curadora da exposição, a antropóloga Telma Camargo da Silva. Também se fizeram presentes representantes do judiciário; dos governos estadual e municipal; da Associação das Vítimas do Césio-137 e da Associação dos Contaminados, Irradiados e Expostos ao Césio 137. O evento contou ainda com a realização da mesa-redonda que discutiu a atuação da imprensa na cobertura, em 1987, do desastre com o Césio - 137, dentre os convidados estavam Cesar Luiz V. Nei Clara Lima, Suely Lina, Mirian Tomé,Telma Camargo da Silva, Cileide Alves, Washington Novaes e Jadir Andrade. As falas aconteceram no auditório da Academia Goiana De Letras e seguiu com a abertura na Casa da Memória da Justiça Federal de Goiás.

folder21

 

Imagens: Flávio Diniz

Veja as fotografias do evento clicando aqui.

Documentos sobre Pesquisas:
Autoria e Propriedade à luz da Lei de Acesso à Informação
SEMINÁRIO - DOCUMENTOS SOBRE PESQUISAS: AUTORIA E PROPRIEDADE À LUZ DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO
Em 22/09/2017 às 13:56

O Cidarq, em parceira com a PRPI, realizará no dia 05 de outubro de 2017, 14 horas, o Seminário Documentos sobre Pesquisas: Autoria e Propriedade à luz da Lei de Acesso à Informação.

Local: Auditório da Biblioteca Central - Campus Samambaia - UFG - Goiânia - GO

Palestrante: Paulo Roberto Elian dos Santos (Diretor da Casa de Oswaldo Cruz)

INSCRIÇÕES GRATUITAS NO LOCAL DO EVENTO.

cartaz-documentos-pesquisa-LAI

 

cartaz_5_enarquifes_2017
5 º ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVISTAS DAS IFES - ENARQUIFES
Em 19/09/2017 às 09:08

O 5º Encontro Nacional de Arquivistas das IFES - ENARQUIFES será realizado na Universidade Federal do Rio Grande - FURG entre os dias 16 a 19 de outubro de 2017, terá como tema "Arquivologia em transição: os desafios contemporâneos dos arquivistas das IFES".

Informações